quarta-feira, 23 de junho de 2010

O bom, o mau e o feio


Confesso que tô aqui fuçando meus pensamentos atrás de algo bacaninha e engraçado pra postar hoje, mas não dá.
Não mesmo!
Quando a gente vira mãe, logo ganha uma tonelada de responsabilidades e uma porção de paranóias.
Ganha ainda uma vontade incontrolável de arrumar o mundo, deixá-lo perfeito pra cria crescer sem crises (vale o trava-línguas).
Bom, rodeios a parte, o que me faz pensar sob a influência de uma nuvenzinha cinza e carregada hoje é a falta de educação que vem afetando e muito os meus dias.
A gente esbarra com gente mal educada por todo canto. Ok. Ninguém é perfeito. Mas confesso que já estou no limite da tolerância.
Puts! Que mundo é esse?
Ando revoltadíssima com o comportamento dos meus conterrâneos. Principalmente no trânsito.
Sei, sei que a opinião não é só minha, e que também sou uma motorista que “deixa a desejar” em alguns quesitos. Mas me cobro pra, pelo menos, não ser mal educada ou egoísta ao extremo.
A coisa está bem feia.
Tá feia, horrorosa, porque as pessoas estão esquecendo que vivem em grupo, ignoram o sentido de coletividade.
Parece mesmo que trafego entre manadas de animais irracionais, solitários e truculentos.
É incrível! A criatura se comporta com a certeza plena de que ao comprar um carrão do ano, levou de bônus a faixa esquerda da via e assim, todo o direito de transitar por ela a hora que bem entender e na velocidade de sua preferência (danem-se ambulâncias, viaturas e gente que precisa ultrapassar).
Contornar rotatória utilizando apenas uma faixa? Inexiste.
Olhar no retrovisor antes de trocar de faixa? Pra que, né? Quem estiver atrás que freie.
Dar seta antes de estacionar, respeitar quem dá seta ou sai de uma vaga? Imagine!
Enfim, é no trânsito que tenho dado os piores exemplos pro Isaac.
Tenho dado sim, porque sou eu que carrego ele pra cima e pra baixo, mostrando tudo quanto é tipo de egoísmo, comportamento errado e de quebra, uns palavrões, já que tem hora que não dá pra segurar.
E as motocicletas? Nada contra, mas péra lá! Elas surgem do nada, circulam fora das faixas, tomam conta da rua e quando você resolve exercer seu direito e trafegar por onde lhe cabe, ganha uma acelerada “de escapamento modificado pra fazer mais barulho” que estoura os tímpanos.
E outra, parece que essas coisas me perseguem (tudo pra não achar que o problema tomou proporções imensas).
Aqui no meu trabalho mesmo. Colega tem moto e fica buzinando no portão da garagem até alguém abrir. Minha sala fica perto e o bi-bi-bi me irrita profundamente. Não pelo barulho, mas pela folga. A criatura acha que o mundo deve parar só pra que ele possa entrar. Nem passa pela cabecinha que há a possibilidade dele mesmo abrir o bendito portão.
Hoje estressei e (mesmo fazendo a gentileza de abrir o portão) reclamei. Sabe o que ouvi? Que a outra funcionária da rádio abre todo dia sem reclamar e ainda tomei um “você é mau humorada!”.

Afffffff... Jesus, Maria e José! Onde é que vamos parar?

Soma-se a isso todas as criaturas que jogam lixo na rua, não recolhem a própria sujeira quando saem do cinema, estacionam o carro em local proibido e inadequado, “varrem” a calçada com a mangueira de água, levam cachorro pra passear sem sacolinha, ouvem som altíssimo no meio da rua, não respeitam hospitais, escolas e afins.

Tô irritada.
Pronto.
Chegaaaaaaaaaaa!

26 comentários:

Fabi disse...

Tô solidária no seu protesto.

Keyla disse...

hahaha... irrita só de lembrar! O que não falta no transito é egoismo e parece que todo mundo quer a faixa da esquerda, independente da velocidade que dirigem! Motoqueiros fazendo burradas, com suas buzininhas irritantes, se enfiando onde não cabem e ainda achando ruim. Sem dizer aqueles pais super exemplares parando em fila dupla para deixar seus pimpolhos em plena hora de pico... Realmente esse trânsito estressa, mas o pior mesmo são os motoristas patetas que se transformam atrás de um volante! Apoio total ao seu protesto!

bjos


www.vidademargarina.com.br

Cris disse...

concordo com cada vírgula da sua revolta...
bsurdo como ng se preocupa com o próximo hoje em dia, a humanidade só quer saber de olhar para o prprio umbigo, por isso que tudo está do jeito que está...

beijocaa

http://cmeufilhominhavida.blogspot.com/

Ana - Viajar é tudibom! disse...

Oi Carol! O trânsito é um dilema em todo o pais!
Mas o que mais me identifiquei aqui é a impaciencia das buzinadas, tenho uma vizinha folgada que toda vez que chega fica buzinando e pra piorar qdo sai tmbém toca a mão na bendita buzina, muitas vezes nem tem ninguém para ela dar o xauzinho, mas acho que ela notou que odeio, e virou mania de pertubação a minha pessoa! Affff que saco né? Um dia desses me entrego e vou tirar satisfações pq tá difícil amiga! :(

Magali disse...

Concordo, concordo e concordo!

Ás vezes eu também fico pensando em como será quando a Alice for adolescente. Porque esses problemas de falta de educação no trânsito são fruto da falta de educação em casa.

Deus nos proteja!

Beijos, Magali

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

concordo com vc..é uma praga de gent emal educada no mundo...infelizmente..e se irrita??ahh,se irrita..e COMO!!!
por aqui e do mesmo jeito..o que me leva a pensar que a situação é pior ainda: é no mundo todo...afff...
bem, cabe a nos fazermos a nossa parte!!!;-)
bjao,otima quarta...relaxeee...hehe(se puder!)

Simone disse...

Nossa Carol, eu podia ter feito esse post porque concordo em gênero, número e grau com você.

Olha isso: esses dias fui assistir ao espetáculo 'Charlie e Lola' com a Sofia e me indignei com as mães que estavam sentadas perto da gente. No início, o teatro fala em alto e bom som: NÃO É PERMITIDO FILMAR, NEM FOTOGRAFAR O ESPETÁCULO. E não é que na hora que começou um monte de mães estavam sacando as máquinas e ficaram lá filmando todo o espetáculo? Incomodando inclusive as pessoas que estavam sentadas atrás com as luzes das câmeras.

Um exemplinho do tanto de coisa errada e sem gentileza que vejo por aí. Que exemplo é esse né?

Bjs meus e da Sofia pra vocês.

Coisas de mãe disse...

Oi Carol, tambm concordo.

Nos resta educar nosso pequenos ne? Uma legiao de bem-educados!! Vai ser lindo, ja pensou!?!

beijos

Pati

http://coisasdemae.wordpress.com

Ioly a dona do verdades... disse...

Ai, queria poder dizer alguma coisa do tipo, vai melhorar,foi apenas um dia difícil... Mas não dá, porque não sou fã de mentiras, nem meias verdades. As pessoas simplesmente não pensam no outro, pensam nos seus direitos, nos seus motivos. E o trânsito é um reflexo desse comportamento egoísta e perdido.
Só podemos fazer o trabalho do passarinho, levar a nossa gotinha, tomando as atiudes certas, apesar deles, e orar para que a falta de educação e incosequência deles, não nos machuque, ou àqueles que amamos.
Já senti isso bem de perto e como a lei não nos livra, só pedindo a Deus!
Gosto dos seus questionamentos, quem sabe ajude alguém a refletir...
bjus

Sarah disse...

Concordo 100%, Carol. Também fico muito irritada quando os outros motoristas não dão seta - e não apenas para estacionar, mas para fazer uma conversão! E jogar lixo na rua também é de doer, afe...

Ana disse...

Nem fala!
É sair de casa para se estressar. As nem isso, por telefonem mesmo.
O povo esqueceu o que é gentileza e educação.
mas o caso do seu colega motoqueiro, além de mal educado por não dizer obrigado e te chamar de mal-humorada, é de folga mesmo, e de preguiça.

carlos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fe Piovezani disse...

kkkkkkkkkkk...calma CArol, hoje é só quarta-feira ainda amiga !! Acabei de chegar de SP e me identifiquei com muuuito do que vc falou aqui..Sabe que uma vez, em SP mesmo, eu tava dando seta que ia mudar de faixa, o cara que tava vindo super acelerou mais ainda e eu "super educada" fiz um sinal com o dedo p ele. Sabe o que ele fez? Diminuiu a velocidade dele, veio do meu lado com o carro e me mandou enfiar o dedo sabe onde da minha mãe? Nem te conto!! Tudo bem q fui mal educada, mas o cara queria mesmo comprar a briga e se sentiu super ofendido. Será que ele deve alguma coisa? kkkk...Só contei essa historinha p 6te alegrar!! beijinho!
Fe
nandapiovezani.blogspot.com

carlos disse...

realmente... esse seu colega deve ser um pouco folgado mesmo!

porém, você que tem falado sobre educação no trânsito, na família, convívio do dia a dia...
fica meio contraditório reclamar do colega que buzina para alguem abrir o portão da empresa.
no meu ponto de vista é isso!

ele também esta indo la para trabalhar, pode não estar em um bom dia e pode ter problemas tambem.

devemos ser mais maleáveis não somente com o marido, filho (a); mais entender a posição do próximo quando não nos é vantajoso também!

beijos a todos

Patrícia Boudakian disse...

ai menina, me irrito bastante com tudo que escreveu. parece que não há luz no fim do túnel não é mesmo?

beijos solidários

Simplesmente Pati disse...

Olha amiga, eu também tô vivendo um momento que tudooo tá me irritando, pena que o mundo não possa parar para eu descer...
Tem selinho pra vc !!
Um beijo e muita paciência pra gente aturar esse povo sem educação.

Sonica disse...

Menina, concordo plenamente com vc!
Acompanho vc sempre,
Bjão,

Fabiola disse...

é de irritar mesmo...concordo!!

Camila disse...

Carolzitcha (vc é aúnica q me chama de Camilitcha e eu adooooro), assino embaixo de tudo o q vc falou e reclamou. Fiquei irritada por vc tbem!!
Bjos,
Camila
www.mamaetaocupada.blogspot.com

Fabi LV disse...

Carol... entrei no seu blog, copiei o selinho, postei no meu blog, mas acho que não fiz nada direito. :( Não achei pergunta nenhuma pra responder!!! Me ajuda de novo??? Mas o seu selinho tá lá no meu blog, tá. Repassei pra vc tb. Bj e ah, não estressa não, tá. Relaxa...

Beijocas
Fabi

viciados em colo disse...

Olá Carol,
Tem um selinho lá no viciados em colo, viu!

Lendo sua indignação fiquei me perguntando se você também mora em Salvador... pensei que a falta de educação era só aqui!

Beijoca...

Luciana disse...

Jesus, Maria e José mesmo! Por isso que eu tirei carteira mas não tinha coragem de dirigir no Brasil... Loucura demais. Dai, fui aprender a dirigir mesmo la na Australia, na mao inglesa. Agora to aqui, ja pensando na proxima carteira que vou ter que tirar, outra vez na nossa mão... Que novela!

Qto à falta de respeito em geral, realmente é de deixar triste demais ne? Mas vi muita gente jogando lixo na rua la na Australia tambem, viu? Mas com certeza o Brasil tem muito a avançar nesse sentido... Que Deus nos ajude!

Beijos!

http://nicolandoporai.wordpress.com/

Mamma Mini disse...

hahahaha, Ai Carol, mães a beira de um ataque de nervos eimmmmmmmmmmmmmmmmmmmm? rs
respira fundo, ommmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm
pensa que como estamos formando com esta legião de blogueiras mães maravilhosas e pessoas sensatas e bem educadas a corrente do bem, e estamos tornando o "inconsciente coletivo"(já escrevi isso hoje, esta palavra não sai da minha cabeça...rs) de que o mundo vai ficar um lugar melhor e as pessoas também serão melhores
vc já colou no carro o selinho do trânsito gentil? aqui em sp tem um monte de gente com ele... mas não sei se tá funcionando pra alguma coisa....rs
bom, vai passar, relaxa tá? bjs

Paty Fortunato disse...

Valeu o desabafo. É dureza isso viu?
Tanta gente mal educada nas ruas aff!!! E pior q se agente reclama,mtas vezes pode até dá confusão ou morte. Todo mundo stressadão.
Hj mesmo,sair sozinha com meu filho,fui no post de gasolina e tinha dois carros tomando passagem,dei um bozinadinha e motorista da frente q estava do lado de fora do carro,me deu uma olhada q Deus me livre. tirou o carro,mais não gostou mto. Posso com isso???Aff!!!

Beijocas!

JP disse...

Carol...entendo perfeitamente sua irritação. Confesso que sou intolerante. A falta de respeito e educação alheia me tira do eixo. Mau atendimento então, não aguento. O que custa ter o mínimo de civilidade e boa vontade? Os adultos me aborrecem as vezes...Bjo Jê.

Carol Garcia disse...

Bom saber que tô nem um pouco sozinha nessa insatisfação.
Melhor ainda, saber que tem tanta mama consciente disposta a adar um outro rumo pra essa loucura e criar filhos educados e conscientes.
Sabe meninas, o que fica difícil de engolir (e o que acredito que seja com toda mama) é o mundo que estamos deixando pros nossos filhos, sobrinhos, netos, enfim...
Você acaba sendo atropelado pela falta de educação geral e no final das contas tem que sucumbir a ela, como é o caso do colega aqui da rádio (que todo dia, viu, carlos) que todos os santos dias desde que comprou a moto dele, buzina e espera que o mundo pare pra ele ser atendido. Se ninguém abre ele permanece buzinando. E o pior não é essa folga, é a arrogância com que ele se dirigiu a senhora que cuida da limpeza aqui da rádio (a que abre todos os dias sem reclamar), como se fosse obrigação dela, já que é "menos" que ele.
Foi o que ele me passou e por isso comprei a briga.
Odeio falta de educação, mas o pior é injustiça.
respeito a opinião de todos e espero respeito também. Em todos os sentidos. para mim e para as pessoas que me são queridas.
Ai falei!
um dia muito melhor hoje para todos nós.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails