segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Como num romance...

O sono era dos justos.
Com certeza ela sonhava que dormia na melhor das camas, com o maior dos silêncios e as mais longas e aproveitadas horas.
De lá do outro quarto ele chama. Primeiro com uma voz doce, frágil.
Depois de algumas tentativas ele já demonstrava uma certa impaciência e o choro sem lágrimas ficava cada vez mais sintetizado através das ondas da babá eletrônica.
A mãe levanta e, tropeçando, vai padecer no paraíso, às duas e meia da manhã.
No curto caminho pensou nos motivos, nos prós e contras das mamadas a essa hora. Lembrou do almoço de domingo, pensou na sobremesa. Passou a mão no cabelo e lembrou que há tempos não os cortava.
Tropeçou mais uma vez e viu que ia ter que convencê-lo que mamar aquela hora não era uma coisa assim tão bacana.
Foi até a beirada do berço.
Sorriu. Que mãe não sorri, mesmo assim, de pijamas, descalça, arrancada da cama às duas da matina?
Ele não hesitou. Pediu o tetê.
Ela bem que tentou. Ele ameaçou um escândalo. Deixou de ouví-la. O que quer que ela falasse.
Pacientemente ela se levantou da poltrona branca, foi até a cozinha.
No caminho pensou em mais uns cinco ou seis detalhes da vida.
Preparou o alimento.
Voltou e lá ele estava. Acordado. Esperando.
Ela trocou a fralda, ofereceu o leite e alí ficou esperando.
Ao terminar ele avisa, estende os braços e pede a chupeta.
Vira as costas.
Ela permanece alí, imóvel, esperando que o sono venha rápido.
Ele se vira de repente:

- Mamãe...

- Oi, filho...

- Te amo.

- Eu também te amo. Muito.

- E eu te amo mais que tudo.

De novo ele se ajeita no travesseiro, vira de costas.
Ela?
Ah... Ela se ajeita pra vida inteira, e não há pensamento que a faça parar de sorrir. Por um bom tempo.

34 comentários:

Graziela disse...

Que lindo Carol, mesmo sendo cansativo demais as vezes e' bom ne?
Abracos e otima semana!
Gra
*vou correndo ler o post do desfralde que ainda nao consegui*

Dayane Cavalcante disse...

Mãe é tudo igual mesmo...
Um eu te amo assim compensa qualquer coisa...

Lia disse...

Que graça!
Lá em casa, pra tirar mamada noturna, só o papai! Até porque a gente tá substituindo o leite pelo colo, não por outro alimento. A gente enche a pobre Emília até a tampa logo antes de dormir, e estamos conseguindo segurá-la até 3h30.

Priscilla disse...

Esse "eu te amo" fica fazendo uma massagem boa no nosso coração por um bom tempo né?

Lindo seu texto Carol!

Fernanda Lucas disse...

Pra que mais né?
Essa palavra tão linda vindo de uma criança tão inocoente ecoa até o último dia das nossas vidas!!!!
bjo

Thaís Rosa disse...

os pequenos sabem, desde sempre, como nos fazer felizes nos momentos mais punks. é incrível.
e viva aquelas que, como você, sabem curtir essas delícias!

Micheli disse...

Que lindo ouvir isso dela a essa hora, hein, Carol? Com certeza compensou tudo.
Beijos.

Naiara Krauspenhar disse...

Não tem preço né????

flavia disse...

Oi Carol, li este post pensando que parecia um relato da minha rotina (um ano e dois meses), quando ouço a Lorena resmungando penso, não hoje não....please...mas depois quando fico com ela abraçadinha esperando ela dormir é muito bom e logo passa a crise de abstinência de noites bem dormidas.....

Dani disse...

Lindo de morrer esse post Carol! Só quem passa por isso pode se emocionar, né. Aqui, só mudou a hora: eram 5 da matina quando Nina me chamou e eu, de barrigão e tudo, corri lá...mas quer saber, amo!
Beijo!
Dani

Keyla disse...

Ai que lindo! Apesar de cansativo, não tem recompensa melhor, né? Sorria Carol, sorria!!

bjos

Anne disse...

óóóóóiiinnnn
é de matar e morre de amor!
bjo

Tchella disse...

aiiii e esses olhos cheios de lagrimas aqui, eu faço oq agora??? lindo! imagina qdo o luquinhas souber dizer.... acho q vou desmaiar...

Ana disse...

Esse misto de bebê e menino crescendo é especial né?
Ótima semana!
Beijos!

Carol disse...

Ai Carolzinha! Isso é MARAVILHOSO ne?? O melhor pagamento por todo o trabalho.. nossa... que delicia!!!!

Beijinhos.

Ze tTobias disse...

Amei esse texto, poesia pura.
PArabens Loli, te amo.

Camila disse...

Ai, é por essas e mtas outras que vale tão a pena essa tal de maternidade, né?!
Uma excelente semana para vcs!
Bjos,
Camila
www.mamaetaocupada.blogspot.com

Sarah disse...

Ai que lindo Carol... realmente, depois de uma declaração dessas, não dá pra parar de sorrir.
bjos!

Lane e Pedro Henrique disse...

Depois disso tudo, não tem como não valer a pena né?

Coisas de mãe disse...

Que amado!!

Não precisa dizer mais nada ne?

beijo

Pinguinho da Mamãe disse...

Carol.
Ficou lindo...
Que fofo que o Issac é!!
Eu te amo as 2h da manhã é para poder voltar a dormir e sonhar muuuito.
Muitos bjs
Ju

Fabiana disse...

ai ai... isto encheu meus olhos e o meu coração.
Que lindo!

Re disse...

Que lindo...tres palavrinhas que faz compensar qq cansaço, qualquer pensamento negativo, qualquer duvida em relaçao a maternidade...tres palavrinhas que faz nos garantir que ser mae eh a melhor coisa do mundo. Bjs

sofia-educarcomcarinho disse...

É tão bom quando eles espressão o seu amor por nós... é de ficar maluca de amor pelos nossos tesourinhos :)

Simone disse...

ô gente! Coisa mais linda, Carol.

Bjs!!!!

MuitoCriança disse...

Uma encômoda acordada noturna contada poeticamente, fica até suave.....
Eu já passei por isso a tempos, porém estou sendo acordada a noite novamente, mas agora por outra razão, a qual nenhuma mamãe escapa. Conto aqui mesmo, inclusive no post de hoje.
Amore isso sim é ser mãe.
Bjs e a gente se vê no face também.

Ana Carolina disse...

Depois disso vc levantaria 1001 vezes!

BJS
Ana Carolina
quasemaepai.blogspot.com

Mamma Mini disse...

Que lindo Carol, estes momentos são impagáveis, deixa o menino tomar o leitinho dele, ninguém mama a noite forever...rs rs fica sussas!
beijosssssssssssssssssssss!

Fabi LV disse...

Carooolll, que texto é esse!!!! Lindo de morrer. Escreveu com pura maestria!!!! Lembrou-me de textos de autores renomados: Machado de Assis, Luís Fernando Veríssimo, Carlos Drummond... Que despertar mais inspirador esse, hein. Lembrou-me das minhas noites que eram bem parecidas com essas... Qual é a mãe que não passa por isso, né. Mas o que mais gostei mesmo foi do texto.A forma com que você relatou o episódio foi simplesmente emocionante. Que lindo, que lindo, que lindo. E pra terminar com chave de ouro, pompa e circunstância e tudo o que tem de direito, um 'eu te amo' compensa tudo, paga tudo. PARABÉNS!!! Amei de verdade... Gde bj da Fabi

Chris Ferreira disse...

Oi Carol,
é muito recompensador, né?
Você escreveu de forma muito linda.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Juliana Dalzoto disse...

Ai mamãe, mas vc escreve tãaaao bem :)
Sou sua fã. Cada vez mais!

Essas declarações de amor, assim em plena madrugada, compensa qq sacrifício hein?!!!

Um super beijo e
obrigada pelos comentário lá no blog!
Amiga é isso neh? Adorei o que vc escreveu no post da trilha! Sabe que eu já tinha me dado conta disso? Mas barro é diferente de areia, neh, e eu gosto de areia ;) Hehehehe

Beijo beijo
Ju

Anna disse...

owwwww!

Aí a gente perdoa tudo e se sente a mulher mais sortuda e feliz do mundo, né?

Martha disse...

Ai ai ai .. olha.. tenho andado tçao atolada q tinha tempo q ñ passava aqui.. e lendo cheguei suspirar!!!

Ai ai ai!!
Sabe que eu falo para a Laís, milhares de vezes, "eu te amo", para ver se ela repete?! rsrs
Uma delicia!
BJnhos

Claudia disse...

Que delicia esta declaração de amor, ne?
Querida, vai chegar um dia que vc morre de saudades destes momentos.
Os meus sempre acordavam a noite, assim como faz o Isaac e lá ia eu, bêbada de sono tbe.
Grande beijo

http://blogdaclauo.blogspot.com/

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails