segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Papinha, sopinha, receitinha e afins

 

Tempo esfriou.
Além disso, convênio médico está oferecendo aqui na city um curso para mamães de criança que estão na fase da papinha.
(Conteúdo parece bem interessante. Profissionais tirando dúvidas sobre a inclusão da papinha na alimentação da criança, valores proteicos de frutas, legumes, verduras, grãos e etcs, aulas teóricas e práticas.)
E daí fiquei eu pensando.
Lembrando de quando Isaac foi apresentado ao mundo das colheres coloridas e sabores variados.
Preimeiro dava um medinho de fazer errado. Depois o pavor das engasgadas. A alegria de ver a cria alí, banguelinha, cuspindo tudo pra todo lado. As dúvidas mil sobre pedaço, batido, amassado ou coado.
As músiquinhas alimentícias todas e os aviões e trens que foram do prato à boca do filhote.
Hoje ele come igual a gente.
Comida de gente grande. Prato de gente grande e uma colher maior.
Isaac cresceu mas tem dias que pede sopinha. Pede papinha. Recebe comida na boca ou enrola horas pra comer sozinho uma refeição.
Vai evoluindo.
Mas tem gosto que não muda.
E lá em casa o que nos acompanha desde sempre é a abóbora cabochan ou cabotiá ou cabotiã.
Minha mãe sempre fez pra gente, Isaac começou comendo muito novo e até hoje ela colore a mesa lá de casa.
A receita preferida é o purê. Basicamente feito com a abóbora cozida na pressão (por pouco tempo senão ela derrete todda) e depois amassada num refogadinho de alho, azeite e pimenta do reino.
nham nham...
Só que o purê sobra.
E a noite vira creminho pro pequeno.
Como?

Desfio um tanto da carne que sobrou do almoço. (nós preferimos com frango)
Douro meia cebola no azeite e passo a carne na panela.
Junto o purê de cabochan/cabotiá/cabotiã e misturo bem.
Acrescento água até que dissolva um pouco mas não fique ralo.
Quando estiver começando a borbulhar junto umas folhas de espinafre.
Pronto.
Se estivermos mais inspirados, o creminho ainda ganha uns cubinhos de queijo minas.
Se der vontade, também já coloquei macarrão Ave Maria, que eu cozinho separado do creme e depois só escorro e misturo.

Delícia, saudável e sucesso garantido por aqui.

Bjocas e ótima semana!!!




11 comentários:

Paula disse...

Ai delicia. Essa é uma das maiores frustracoes da minha mae, ela ama essa abobora e aqui nao tem. Esse creminho deu agua na boca e com certeza vou fazer com a abobora que acho aqui mesmo! Beijos e boa semana Carol

Ana do Chá e Viagens disse...

Essas receitinhas de juntar o almoço e complementar bem típico de mamae né? Eu tmbém invento!
Mas te conto que fiquei aqui com uma vontade dessa abóbora! e isso que são 09 e meia da manhã! hahah

Bjinhos e boa semana pra vcs.

Karin Petermann disse...

Oi Carol...

Que dicas maravilhosas, particularmente eu não sabia como cozinhar abóbora pro meu pequeno, gostei muito da dica, e em breve vou testar, viu!

Sabe, gosto muito do seu jeito de escrever até mesmo poetisando sobre papinhas você consegue ser divertida!

Beijos

Boa semana

Karin
www.mamaeecia.com.br

Agente especial "mamãe" disse...

Bryan ama abobóra, eu faço bem molinha, ela praticamente desmancha na boca e ele come de pedir bis...
Bjos

A Doceria da Tathy disse...

Eu amo abóbora, e sempre tenho na geladeira. Acho que vou de creminho hj a noite. Bjão.

Carolina disse...

Adorei a ideia vou fazer.

Anne disse...

AMO CAMBOCHAN!
É tipo a base da minha alimentação em casa, como quase todo dia!
Joaquim come menos - porque começou a ficar amarelo demais! hahaha overdose de beta caroteno!
bjo

Marcela lusia disse...

Também tenho minhas invecionices e todos em casa adoram,principalmente o maridão.
beijokas

Celi disse...

Deu água na boca. Juro mesmo! Que vontade!!!!!!!!!!
Será que vou encontrar essa abóbora por aqui? Ai, ai, ai Carol...rs
Um beijo.

Chris Ferreira disse...

OI Carol,
muito boa a dica. E o melhor é a transformação e aproveitamento.
Adorei a receitinha.
beijos
Chris http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Fabiana disse...

Humm... que dica dotosa!!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails