terça-feira, 11 de maio de 2010

Dia das Mães. Só hoje...

Tô tentando não cair no clichê "todo dia é dia das mães", mas sem querer vou mergulhar de cabeça nele só pra deixar meu post sobre a data, ok?
Meu final de semana das mães, melhor assim, foi uma loucura.
Primeiro que o lado profissional e o maternal se estranharam e resolveram bater de frete como duas jamantas desgovernadas e eu fiquei alí no meio, tentando não desagradar a nenhum dos dois, nem a família.
Sobrievivi, sim cheia de dúvidas e culpas, mas tô viva.
Mas chega de blá-blá-blá. O que me faz voltar no tempo hoje é que eu quero mesmo é falar sobre as mães da minha vida.
Aquelas que genética ou exemplarmente me fizeram o que sou.


Primeiro quero apresentar a vocês a minha vózinha, Dona Eliza. Grande mulher.
Guerreira, batalhadora, viva.
Só de falar dela eu já sinto o cheiro do bolo feito no forno a lenha e do café torrado no fundo do quintal.
Só de pensar nela ouço seus chamados lá de cima da jabuticabeira, do gosto feliz de todo final de semana passado e dormido em sua casa.
O barulho da máquina de costura, as brincadeiras mezzo italianas mezzo caipiras, as orações de todo dia.
Até hoje, nos seus mais de 80 anos, não dorme enquanto não liga para todos os netos e filhas para nos abençoar e desejar boa noite.
Faz a gente lembrar que, mesmo amarga, a vida tem o gosto doce que a gente quer que tenha.
A outra mulher em questão é a minha mama.
Baixinha braba. Antenada. Estericamente agitada.
Mãezona, vózona, professorona.
Puxou todas as característcas da sua própria mama, a Dona Eliza, e deu todos os upgrades que a vida ofereceu.
Não para. Vive, passeia, viaja, estuda, trabalha, trabalha, trabalha.
Pronta, sempre. Pra ouvir, pra chorar, pra dar risada.
Me coloca de pés no chão e me ajuda com os meus sonhos.
Me ensinou que, a vida pode ter o gosto que a gente quer e nenhum acontecimento é mais forte que a gente. Nunquinha.

É isso. Eu não tinha como comemorar quem eu sou sem homenagear quem me ensinou a ser.
Parabéns a todas as minhas mamas amigas, queridas, blogueiras ou não.

2 comentários:

Kcal disse...

Que delícia!Parabéns pelas mães que vc tem.
Tem mais é que comemorar todos os dias né?!
Bjux

Carol Garcia disse...

Pra todas nós, né Cal!!!
bjo bjo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails