terça-feira, 18 de outubro de 2011

Até que ponto?

Ê nóias maternas...
Que não nos deixam pensar na morte da bezerra nem um dia sequer....
Então hoje é dia de pedir ajuda prasamiga.
Seguintes...
Isaac voltou a dizer que não gosta da escola.
Aliás, não generalizemos.
Ele não gosta da escola do período integral. Da parte da tarde, mais especificamente.
Memo com todas as novas atividades, incluindo ginástica, inglês, culinária e oscambau.
Ele sempre vem com a mesma resposta para a minha pergunta diária de "como foi hoje?":

- Foi ruim.

E se eu converso sobre os meus afazeres diários, pra aí sim ele contar os dele:

- Não teve nada.

E fica nisso.
Posso perguntar infinitas vezes, de várias maneiras diferentes, é sempre a mesma coisa:

- Nada.

Mesmo eu sendo a mãe mais chata do universo participativa, que vive conversando com as professoras e teachers, que vai na ecola, pitaca, ajuda, dá risada...
Mesmo eu sabendo, até porque vejo as atividades e filminhos que fazem na escola...
Mesmo eu chegando lá de mansinho, vendo a alegria da figurinha entre amigos e afins...
Ele insiste no "nada" e no "foi ruim".
E eu é que não vou arrancar resposta a força.
Ontem mesmo, a professora do período da tarde me disse que Isaac fica um pouco triste (pede a mãe, chora, pede a chupeta, não exatamente nesta mesma ordem) antes da soneca. Mas acorda a milhão e faz todas as atividades sem problemas.
Bom, triste antes da soneca até eu fico, pensei...
E sigo analisando.
...
Mas e aí?
O que vocês acham, hein?

23 comentários:

Iolanda Lopes - Verdades e Carinho de Mãe disse...

Ai Carol, são tantos fatores envolvidos, só institnto de mãe para decidir.
Me arrisco só a contar a minha experiência com a Mi.
Não aceitava a professora, levou 3 meses para se adaptar, e depois que ela acostumou, começaram vários problemas, falei, reclamei, virei mãe chata e por último perdi a confiança na escola e tirei a Mi de lá.
Qdo comecei a ver e ouvir coisas que não gostei, insisti na escolinha porque acreditava ser o melhor para pequena, mas não estava certa. O problema é que só tentando pra saber...
Espero que o Isaac fique/esteja feliz.
bju

Sofia disse...

Olá,
Eu ainda não passei por nada semelhante por isso o que vou dizer é pura suposição... sem experiência ou conhecimento de causa :)

Mas será que ele diz que que não houve nada e que foi chato em resultado da tua reação... o que eu quero dizer é, se ele ao mostrar-se triste com a escola não estará só a querer mais atenção tua (já que tu já o viste satisfeito a brincar com os colegas e sabes que eles realmente fazem muitas atividades). Acho que as crianças por vezes sentem-se seguras quando têm a certeza que a mamã se importa com o que eles sentem. E eles estando triste nós possivelmente falamos mais meiguinho para eles, damos mais miminho e tentamos dar-lhes mais conforto do que se eles estiverem bem. Será???
Não quero dizer que você só lhe da carinho quando ele está triste, nada disso, não me entenda mal, sei que és uma ótima mãe :) mas por vezes nós agimos inconscientemente e não nos damos conta disso.
Talvez seja isto, talvez não, mas fica aqui só uma ideia :)
beijo

Renata disse...

que Legal encontrar alguem de Bauru, na verdade já conhecia seu blog, mas so agora vi que vc é daqui pelo comentaário la no blog da Luiza :)

Parabéns pelo Blog Carol...
Beijão

Mariana - viciados em colo disse...

aconteceu comigo!
tive que ceder: desta fase "eu detesto tudo" ela passou a ficar muito agressiva. conversei com a diretora e tiramos duas tardes do integral. mudou da água pro vinho. se quiser podemos conversar mais sobre isso, pois foi uma coisa muito difícil, que mudou minha forma de ver a escola em tempo integral e toda a minha logística... vamos conversar!
beijoca

Micheli disse...

Oi, Carol.
A Clara, apesar de só ir meio período, estava exatamente assim. Dizia isso todos os dias, mesmo eu vendo ela feliz com os amigos ao espiar na hora da saída. No caso do Isaac as tardes devem estar sendo demais, ele se sente cansado, aí acho que você teria mesmo de repensar.
No caso da Clara, ano passado a escola era muiito boa, professoras maravilhosas, etc. Esse ano a qualidade caiu tanto, eu já comentei em alguns posts a minha insatisfação. Apesar disso, sempre me garantiram que ela é uma criança que participa de tudo (uma das mais participativas da turma) e que é muito enturmada. Eu vejo que é.
Mas, principalmente agora, eu acho que ela andava cansada. O turno da tarde faz ela ficar sem a soneca (ainda que de manhã ela não acorda muito cedo e para acostumá-la seria outro problema). E não só dizia que tinha sido ruim e não tinha feito nada (mesmo naqueles dias que voltava carregando em mãos o resultado de uma atividade super bacana), como começou a ficar super agressiva em casa. Primeiro reproduzinho falas ruins de colegas, depois destratando eu e o pai e fazendo birras de forma que não fazia há meses.
Sério, algo tinha de estar errado. Nem que fosse apenas cansaço...
Tirei ela da escola por hora, para voltar ano que vem. Dei mais tempo para que ela descanse e fique comigo enquanto é pequena. Sumiu todos os conflitos aqui de casa, ela está super calma e até comendo melhor - outra coisa que eu reclamava, ela quase não comia na escola.
Eu ainda não sei ao certo o que acontecia lá que a deixava desse modo. Mas que não estava normal, não estava (para o ano que vem estou penando para conseguir vaga em outra escola, mas não vou desistir). Ela é muito sociável e uma criança que nunca teve problema para se adaptar em escola. Mas, pensando bem, o cansaço pode ser até pelo fato que ela já frequenta escolinha, ainda que só meio período, desde os sete meses de vida.
Como eu já falei, Carol, eu se fosse você revia esse período integral. Acredito que o Isaac ficaria bem mais feliz e você aliviada. Mesmo com todos os benefícios que escola oferece - eu reconheço que esse tempo com outras crianças é maravilhoso -, temos de lembrar que ainda são pequenos e que tempo com a mamãe é ainda melhor.
Beijos.

Carolina disse...

A minha faz a MESMA coisa... nunca teve nada pra fazer, pra comer, pra brincar, sempre foi chato.
Depois ela conta sem que a gente pergunte. E final de semana ela pede pra ir. Feriado então, ela detesta! Vai entender...
No meu caso acho que o problema dela é não gostar das minhas perguntas mesmo porque converso sempre com as profes e ela é uma das crianças mais ativas e voluntariamente participativa da turma!

Carolina disse...

Detalhe: ela fica só no período da tarde na escola... acho que isso ajuda também a não se cansarem da coisa toda. Ela fica com a minha mãe de manhã, almoça comigo e antes de voltar ao trabalho levo ela pra escolinha.

Um espaço pra chamar de meu disse...

Carol, ñ sei se isso é coisa de menino,mas o meu #aos9 sempre q pergunto da escola diz "foi muito chato", fez o q Daniel? "nada" a professora é chata, o livro é chato e tal...a professora diz q ele é muito intelifente,resposável,faz todos os deveres e participa, acho q no meu caso ele é q ñ gosta de falar mesmo, então qdo resolve abrir a boca pra comentar algo eu solto fogos... bjs e boa sorte aí...

Raquel disse...

Carol, dia desses Ana Luiza disse que quando crescer vai trabalhar menos que eu,para ficar mais com seu filhinho...
E ai pergunto: Choro? Grito? ou mando o chefe àquele lugar para causar uma justa causa?:(
bjs, Raquel

Carol Garcia disse...

Olá meninas!
Quero mesmo afinar essa conversa com vcs, pq coração de mãe não mente nem mede palavras.
Estou preocupada sim, mas se embananem junto comigo:
- Nos dias do integral Isaac tira a religiosa soneca dele, depois do leitinho, como feito em casa.
- Tem almoçado super bem e lanchado idem, tanto que em casa a janta teve que ser colocada pra mais tarde.
Mas aí tá:
- Isaac se tornou criança incrivelmente manhosa, que fora de casa e fora da escola, briga para que tudo seja seu, desde atenção até brinquedos...
E o problema, meninas...
A escola do Isaac é excelente e agora oferece o integral em 3 ou 5dias da semana e não mais 2 como fazíamos antes.
Tô tensa.

bjocas e obrigada!

Ana disse...

Oi Carol!
Eu percebi que o Lucas estava muito estressado. Era mesma coisa: nada, chato, não quero ir na escola.
Fui na escola e descobri com a professora que não era só ele, a sala toda tava estressada. É o cansaço do fim de ano que toma todos nós.
Para o Isaac então que ficar periodo integral dever ser maior ainda. Então acho que ao invés de ter novas atividades teria que ser o contrário. Diminuir o ritmo.
Na escola do Lucas diminuiram as atividades, agora tem mais tempo para só brincar solto, entre eles mesmo. Até o fim do ano será assim.
Ele mudou completamente. Voltou a alegria de ir, conta tudo que fez.
Pergunte a ele o que gostaria de fazer no seu dia, o que gostaria de fazer na escola. Aos poucos tenho certeza que vc irá conseguir desvendar o que passa na cabecinha dele :) Beijos!

Nine disse...

Oi, Carol! Minha opinião, inclusive já escrevi sobre isso, é que nenhuma criança vai ficar sempre feliz na escola em período integral...é cansativo demais passar o dia inteiro envolvido em diversas atividades, com várias outras crianças, outras tantas professoras...estressaria um adulto, quanto mais uma criança.

Mas hj em dia é um mal necessário e se não há outra maneira de deixar o Isaac menos tempo na escola, é algo com que ele e vcs, como pais, terão que se acostumar.

Dói demais saber que os filhos não ficam sempre bem por lá, mas é inegável que eles prefeririam estar conosco por mais tempo...

Beijos, mantenha a calma!
Nine

Renata disse...

Você é a primeira que encontro de Bauru :) Já estou te seguindo assim vamos mantendo contato!

Esse assunto de escola é bastante delicado, Lavinia está com 11 meses, ainda não sei quando vai entrar na escolinha. É tão complicado saber a hora certa...

Beijão

Li disse...

Carol, como mãe ainda não passei por isso, ainda bem!
Mas, como professora já vi centenas de casos...
Acho que não é um bom sinal ouvir que o dia não foi bom, que ele não fez nada... Também não é bom ouvir da professora que antes do soninho ele fica choroso e querendo a chupeta... No entanto, sei que não é tão ruim quanto ele coloca para você!
Acho que é preciso muita conversa!!! Tentar descobrir o que é tão ruim para ele...
Uma vez sugeri para uma mãe, mandar bilhetinhos, desenhinhos na mochila da filha e quando ela chorava eu mostrava os bilhetinhos da mãe e mostrava que a mamãe estava com saudades e que mesmo estando longe, uma estava "juntinha"da outra!
Funcionou!!!

Mas, faça o que seu coração de mãe diz! Tenho certeza que ele não erra!!!

Beijos!

Lívia.

Sarah disse...

Ai Carola, que difícil... Mas sabe que achei que Isaac ia meio-período?? Vc mudou o esquema ou fiquei doida mesmo?? (digo isso porque ia te perguntar como era, já que pretendo colocar Bento meio-período quando voltar pra SP).
Mas achei legal a ideia da Mari, ficar no integral só alguns dias da semana... como vc comentou aqui que a escola dele oferece integral em 3 dias, é esse o esquema atual?
Enquanto isso, vai dando muita atenção e carinho e chamego na volta pra casa!
bjos

Babi disse...

oiee acho que é minha primeira vez por aqui!To seguindo!
olha sou novata no assunto pois a Beatriz começou ir na escolinha em abril deste ano, mas pelo menos 1 vez por semana ela fala que não gosta da escola, nem das tias, nem dos amiguinhos... mas depois que volta super de boa e nem comenta nada...Ela fica lá das 8 ao 12hs, sempre pede pra almoçar junto com os amiguinhos e de vez enqundo cochila um pouco pq qdo é 11:30 a tia começa por os amiguinhos do integral para dormir... Olha pode ser só uma maneira dele chamar a atenção, mas se vc notar que ele esta ficando realmente muito trite com a escola e nem querer ir é bom observar né... Semana passada Beatriz citou nome de 2 meninos que bateram nela, já fui lá falar com a tia dela, e ela só contou pq eu e meu marido ficamos arrumando assunto pra ela soltar as coisas. Mas segundo a tia não viu nada disso...mas é bom ela saber que estamos de olho hehehe

babidorafa.blogspot.com

Camila disse...

Eu acho que vale a pena investigar mais. Ficar atenta a todo e qualquer detalhe ou dica que ele possa dar. A gente sabe que as crianças não se comunicam "formalmente" e diretamente como nós, os adultos. Não acho que seja bobagem, alguma coisa tem, não que seja grave e nem nada, mas pode ter algum incômodo de simples resolução, nem que seja cansaço, será? Um olho no gato e o outro no peixe! E conta com a gente sempre!
Bjos,
Camila
www.mamaetaocupada.com.br

Mãe de Duas disse...

Carol, tô com as meninas, tem que testar para saber. As vezes é com a professora, ou pode ser que ele se sinta cansado de ficar tanto tempo fora de casa e com muitos estímulos. As vezes eles têm épocas de quererem ficar mais quietinhos, na deles... Vale conversar na escola e, se rolar, com o Isaac. E confiar no feeling de mãe.
Beijo e boa sorte!
Pri

Lu Azevedo disse...

Ô Carol, os amiguinhos da tarde são os mesmo da manhã? Talvez ele esteja sofrendo algum tipo de bullying e não queira contar. Ou talvez seja muito pra ele todo dia em periodo integral, ele fica com saudade, tristeza (?).

Imagina que eu, quando comecei meu primeiro emprego (eu tinha 14 anos!!!), passei a me sentir super triste quando passei a trabalhar as partes da tarde também! Era um aperto no peito que não consiguia explicar, talvez ele também não consiga. Talvez ele não consiga expressar o que está sentindo... Tenta contar muitas historinhas pra ele com exemplos de frustração, tristeza, solidão, pra ver se ele se identifica com alguma e de repente te conta melhor o que está se passando com ele. Mas com certeza ele ja está dando o sinal de algo que não vai bem, melhor confiar, né?

Beijos e boa sorte!

Mamãezinha disse...

Oi Carol! Minha filha fica na escola no período da tarde, porque, integral não faz a minha cabeça. Recentemente passei por situação semelhante à sua e contei lá no meu blog. A solução foi ter conversa franca com a professora. Nós duas combinamos de observar a Laura mais de perto. E a professora conversou muito com a Laura. De maneira que, passado poucos dias a resposta da Laura para a pergunta: "você gosta da tia Leia?" é: agora eu gosto! Quer dizer, algo mudou por lá e ela aprovou! Boa sorte e beijos!

Ministério da Saúde disse...

O leite materno é importante para todos os bebês, principalmente para os que estão internados e não podem ser amamentados pela própria mãe. Toda mãe que amamenta é uma possível doadora de leite humano. Se você está amamentando, procure o banco de leite humano mais próximo e seja uma doadora. Seu gesto pode salvar vidas. Para você é leite. Para a criança é vida!
Seja um Parceiro da Saúde: utilize o espaço do seu blog e divulgue informações. Entre em contato conosco pelo email: comunicacao@saude.gov.br
Conheça o Blog da Saúde: www.blog.saude.gov.br e saiba mais. Ou acesse: http://on.fb.me/pzCiri
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/minsaude
Atenciosamente,
Ministério da Saúde

Celi disse...

Espero que descubra o que vem deixando Isaac assim... reagindo dessa maneira. Talvez cansaço, talvez a professora, talvez saudades de vocês ou apenas algo momentâneo. Acho que vale todas as dicas das as amigas e também observar um tempo, talvez conversar com a professora...
Boa sorte e depois volta para contar para nós.
Beijos

Fabiana Alvim disse...

Ele pode estar um pouco cansado do integral, não?

Minha mais velha já tinha 5 anos quando começou com o integral... desde antes um pouco da Joana nascer ela começou a reclamar... tirei e ela ficou bem mais feliz!

Não sei se vc tem essa opção... espero que as coisas se acertem logo por aí!

Beijos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails