terça-feira, 19 de julho de 2011

Memórias de recém nascido? Será mesmo?

Tá.
Eu tenho uma coisa pra contar e tô com aquele medinho besta.
É daquelas coisas que geralmente depois de contadas recebem um olharzinho duvidoso ou um "ah! isso não existe!".
Mas eu arrisco, né?
Então lá vai...

...

Depois do banho vejo que Isaac está com o umbigo pedindo limpeza mais pesada, e lá vou eu com creminho e algodão para fazê-lo.
De repente me olha a cria e manda:

- Sabe mãe, quando eu era bebezinho dentro da sua barriga, ele cortou meu umbigo, colocou um band-aid e doeu.

Ploft! Cai a ficha.
Como assim?
Será que ele estava mesmo falando sobre aquilo?
Podem acreditar em mim. Eu nunca, nunquinha falei sobre cordão umbilical e etecéteras com o Isaac. O que ele sabe é que nasceu da minha barriga, que foi o Doutor Querido quem ajudou e boa, fim da história.

- Mas quem cortou seu umbigo Isaac?

- O Doutro Querido.
(quem ele conhece por fotos)

Ploft de novo!
Fiquei pensando se Isaac poderia ter assistido algum programa, conversado com alguém, mas nada.
E eu fiquei com essa história na cabeça.
Será que é mesmo possível?
Sinceramente eu não gostaria que ele lembrasse de ter tentado sair por si só mas não ter conseguido, ser arrancado do quentinho do útero, do sangue, da placenta, do tubo, da mediçao toda e da sala clara (mais que clara) do centro cirúrgico. E ainda de ter ficado sozinho, no meio de um monte de bebê chorão..

Doido, não????

20 comentários:

Patrícia Boudakian disse...

gata! isso rolou com meu sobrinho tb. e eu super acredito que pode acontecer! ele disse um dia, sem ninguém perguntar, que lembrava do dia que tinha nascido.
tô com você, viu!?
beijo

Talita disse...

Fiquei curiosa. Tadinhos, deve ser uma lembrança meio delicada...

Beijoss

Dani Garbellini disse...

Ainda que tais lembranças se percam racionalmente, as marcas de toda nossa existência sempre estará gravada em nossa mente.

De qualquer forma, já ouvi vários relatos semelhantes, inclusive sendo um dos fatores que motivam algumas mulheres a procurar um parto humanizado no próximo filho.

Beijos

Fabi Coltri disse...

Uia, será?

Beijos

Martha disse...

Minha irmã quando era pequena soltou uma dessas! Será?! Uia!

Bjnhos

Mari Hart disse...

Ihhh Carol, sei não! Investiga mais! As crianças conversam muito com amiguinhos, é cada história que fico de cabelo em pé! Vai que algum amigo tem alguma história contada pela mãe dele sobre isso e eles trocaram idéia!? Acredito muito na lembrança de RN até pq Leo até uns 2 anos tinha agonia de que tocassem o rosto dele e o pediatra dizia que era trauma da máscara de oxigênio que ele nasceu usando. Mas nada racional, só o subconsciente mesmo.

Bjs!

Mariana disse...

o gabi lembra de varias coisas de quando era bebe, eu acredito que ele lembre sim....

Anne disse...

hahaha!
acho que não!
o isaac é tão sabido que é capaz de ele ter falado isso só para ver a sua reação! esse menino é demais!
bjo

Raquel disse...

Dizem alguns especialistas que guardamos todas nossas experiências láááááá na memória. Aquela memória bem "profunda". Didaticamente seria isso. rsrs

Olha só: Tirei a chupeta da Ana com um ano e meio. Um belo dia resolvi guardar, ela nunca pediu, nem naquele dia. Guardei e pronto.
Semana passada, com três anos e meio, falou bem assim: Pq aquele dia vc guardou minha chupeta roxa?
Confesso que gelei. Lembrava da cor da chupeta, acredita?
Memória ou não, acho que são serzinhos muito "evoluídos" esta geração, viu!
bjs
Raquel
www.mamae24hs.blogspot.com

Camila disse...

Jura??? Já vis uns estudos e pesquisas de uns italianos sobre isso, inclusive um livro com técnicas de como resgatar essa memória... Doido, mto doido!
Bjos,
Camila
www.mamaetaocupada.com.br

Bianca disse...

Carol, super acredito nestas coisas. A Luana me falava umas coisas mega surreais quando era pequena. E sabe o que aconteceu? Nada. Depois que ela cresceu, nunca mais falou nada dessas coisa punk, como tb nem se lembra de ter falado essas coisas. Fala a verdade, de pirar o cabeção!
beijos

Ivana - coisademae disse...

ui...de arrepiar!! Mas por que não??? Acho plenamente possível, são os mistérios da alma!
bjos...

Alexandra disse...

Será? Que doido.
Super beijos (e a Lezafan é mesmo uma loja cheia de felicidade).
Alexandra

Alexandra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Micheli disse...

Oi, Carol!
Será?
Acho que pode ser mesmo imaginação, até porque o Isaac é muito esperto.
Beijos.

Flávia disse...

Li em algum lugar que as criancas podem lembrar de tudo desde a hora do parto, mas que estas lembrancas sao curtas e passageiras. Depois dos 7 anos de idade eh que a memoria real se firma e poucas coisas da primeira infancia ficam guardadas. Acho que esta nao eh uma delas....

Celi disse...

Será? Será possível essa lembrança? Ou será algo da imaginação?
Acho mais fácil ter vindo do Isaac através de um colega... de uma situação recente.
Beijos

Chris Ferreira disse...

Oi Carol,
acredito que tem memória sim. Por isso as crianças gostam tanto de água, pois lembra a época que estava no útero.
O parto humanizado prega que existe essa memória.
Dizem que quando sonhamos que estamos caindo e temos aquela contração no corpo (eu já sonhei assim diversas vezes) é porque estamos lembrando do momento que o médico nos pega e coloca de cabeça para baixo.
Meio louco né?

Ah, que legal que você gostou das ideias lá do post. Tomara que sirve de inspiração mesmo e o Isaac brinque muito.

beijos
Chris
http://inventandocomamae.blogspot.com/

Anna disse...

oi Carol, já ouvi relatos semelhantes, sabia?

E dizem por aí que eles lembram mesmo.

Será?

beijos

Fabiana disse...

Ai que agonia que deu!!!! Ui!!! Pois eu sempre digo por aí que a gente não deve lembrar do nascimento pq deve ser o dia mais traumático das nossas vidas...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails