terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Derrapadas de mãe...


Eu não tenho experiência em maternidade.
Aliás, venho adquirindo essa tal sabedoria há dois anos e cinco meses do jeito que a vida me permite.
Tá. A vida, meu jeito, minha personalidade, as vontades do meu filho, suas necessidades e todo o pacote que um ser humano é desde que nasce.
Somos dois pacotes um tanto iguais um tanto diferentes. Se conhecendo e aprendendo. Um com o outro o outro com o um. Juntos, separados, alinhados e desalinhados.
Ok. Acho que isso é normal e não há drama nem novela ou música do Rei Roberto para explicar tal rotina.
Mas contece que nem tudo são flores nesse (se é que posso chamar assim) jogo de erros e acertos.
Não sou perfeita, nunca fui mãe nem participei assim, tão ativamente, do desenvolvimento de um ser nem de uma relação que envolvesse um amor tão profundo e mega em suas proporções.
E lógico que as derrapadas acontecem.
AMÉMJESUS que nem tão frequentes ou graves, mas acontecem.
Isaac, como já disse, está naquela fase sacana de tão bacana dos "que isso?" e "por que?".
Ok, já sabia que ela existia, já sabia que seria cansativo, já sabia um monte de coisas.
Acontece que tem dia que a paciência da gente, mesmo com todo o amor, está por um fio.
Não. Não estou querendo explicar a escorregada, mas vou contar a história logo antes que vocês desitam de mim.
Dia desses estava eu cansada que só, naquela luta diária pós banho - quando filhote rodopia pela cama fugindo da toalha, do pijama, da pomada, do creminho e de todo o resto da higiene pessoal necessária - e me deparei com a nova mania do pequeno: Morder o cabo da escova de dentes.
Tudo errado! Até porque as escovas bonitinhas vem com o cabinho de borracha, e logo os dentinhos nervosos do Isaac já haviam destruído boa parte do acessório odontológico.
Tentei tirar da mão dele, explicar que não podia, que ia dar dor de barriga, etecéteras, etecéteras e etecéteras.
Depois de 2589 porquês e um repertório de respostas quase falido mandei:

- Meu filho! Se você engolir um pedacinho disso nós vamos ter que abrir a sua barriga igual a do Lobo Mau e tirar a borrachinha aí de dentro!!!!!

Lembro, com todos os detalhes, da cara de horror que a cria fez.
Lembro da meia hora de choro sem pausa e das mãozinhas segurando a própria barriga.
Mas não me lembro de ter que esconder todos os livros com o tal Lobo, de quem Isaac continua fã.

25 comentários:

Kira! disse...

hahahahahahahahah não tem como não rir. Eu acho que nessa fase eu vou ser exatamente igual! Porque com sobrinhos eu jã dava uma resposta do tipo... então já viu!

Beijos

1001roteirinhos disse...

Ainda bem que a gente derrapa, que a gente erra, que esquece... assim nos lembramos de que somos humanas e não super heroínas ou deusas onipotentes, que não temos que acertar sempre e muito menos alcaçamos a perfeição. Erramos mesmo, apesar de toda boa intenção! Caso contrário a vida seria uma chatice só! De onde tiraríamos boas gargalhadas de nós mesmas se não fosse por isso? Feliz daquele q sabe rir de si mesmo porque dele é reino da vida mais leve!
E viva nossa imperfeição!

Bjs mil!
Eliane

Mamãe Livia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk!!!! Carol, to aqui chorando de tanto rir... Eu também dou umas "dessas" com a Isabel, praticamente uma por dia!
Beijos
Livia

Tchella disse...

hahahaha tu foi malvada!!! mas foi engraçado!!! hahahaa tadiiinho

Ana Carolina disse...

É mas as vezes é um Lobo Mau nescessario rsrsr.

BJS

Ana Carolina
quasemaepai.blogspot.com

Anne disse...

hahahahah... apelou para o lobo!
só quem sente na pele a canseira do fim do dia pode julgar.. relaxa!
bjo bjo

Fabi Coltri disse...

Hahahahahhahahhaa

Faz parte.
Derrapamso e levantamos de novo sempre, com a maior classe.

Beijos

Carol disse...

kkkkkkk Carol, aqui em casa vira e mexe eu dou uma dessas também. Tem horas que a gente fica doida,os argumentos acabam e só apelando pro lobo mau mesmo.

bjoss

Mariana Hart disse...

huahuauhuahuauhhuahua... tem que tocar o terror mesmo!! Só assim eles entendem! kkkkkk..... mas me diga PORQUÊ eles adoram comer escova de dente!?!?!?!? Pq!?!?!?!?!?

Sarah disse...

Hahahahhaahha!! Ai Carol, também tô rindo aqui!!! A gente fica com peninha, mas tem horas que não tem jeito!!
E fica tranquila, se Isaac continua fã do Lobo é porque a estratégia funcionou!
bjos!

Bianca disse...

Huahuhauahuhauhauhua!! Tô aqui rindo muito! Ah Carol, isso nem é derrapada (eu não acho). Faz parte do trivial básico na tarefa de ser mãe. Se eu te contar umas das que mais me marcou, vc jura que não desiste de mim? kkkk..., a Luana tinha a mania de tentar 'escapar' as mãos na rua para correr. Imagina o perigo? Imagina meu estado de nervos sempre que ela fazia isso? Então, um dia, depois de muuuito explicar que era perigoso, que o carro pega e blablabla, eu vi um pombo morto, esmagado, estrupiado no asfalto. Não tive dúvidas, mandei: ÓOOOOh! Olha o que aconteceu com o piu-piu que não deu a mão pra mãe dele! O carro pegou!
kkkkkkkkkkkkkkkkkk, a Luana tinha uns 3 anos, fala disso até hj. Mas ó, ela ainda me ama! hehehe. Beijos

Ioly a dona do verdades... disse...

Já ouvi muito (e concordo) que o amor materno é o que mais se aproxima da pureza desse sentimento, mas a perfeição ainda não é deste mundo... rs
Agora pense em ser alvo deste interrogatório necessário em tempo integral?
bjk

RECOMADRES disse...

Oi Amiga,
Que atire a primeira pedra quem nunca perdeu a paciência....criticar os outros é fácil...RELAXA, muitas derrapadas ainda serão necessárias e como diz minha amiga-psicóloga e mentora de minha família, NÃO há nada de errado em uma mãe super, hiper, mega, plus presente e amantíssima chutar o balde de vez em quando...eu tenho que confessar que, infelizmente, tenho feito isso e mais um pouco, com uma frequência muito maior do que gostaria pois estamos na fase da tal adolescência onde tem horas que nem Freud daria conta, tenho certeza!!! Hoje, faço isso e me sinto muito menos culpada que quando eles eram pequeninos como o Isaac mas, foram necessários muitos anos de terapia e livros.
Fácil seria se todos fossemos iguais e pudessemos seguir o que dizem os "manuais" de pedagogia infantil mas não teria a menor graça, né??
Então amiga, R E L A X A!!!!!!!!!!!!!!
Beijos grandes,
Cris João.

Re disse...

Hahaha, adorei..que jogue a primeira pedra que mae, tia, avó nunca apelou para umas respostas assim, dramaticas, so para a criança parar?? Relaxa..te garanto que ele nao vai precisar de terapia por conta disso. Bjs

Camila disse...

Se isso te acalma, já tive que recorrer a milhares de argumentos como esse que vc usou, não se penalize!!! Imagina só eu com três??? Vou confessar a minha nova estratégia: tudo o que eles têm e resolvem estragar mordendo, rasgando, quebrando ou jogando, eu vou lá e digo que vou dar para um priminho que vai cuidar super bem do brinquedo. Maldade grande e horrorosa, mas mãe escorrega mesmo e esse argumento tem funcionado por aqui....
Bjos,
Camila
www.mamaetaocupada.blogspot.com

Carol disse...

HAHAHAHAHHAHAH Ri muito aqui!!
Amei sua resposta e imaginei a carinha dele, judiaçao!! mas nao tem jeito.. tem que ser assim mesmo hehehe

Beijinhos.

Paula disse...

kkkkk nao fica se culpando nao!!! perder a paciencia faz parte e eu ainda nao cheguei nessa fase, mas com certeza ja dei gritos e berros q me arrependi depois pleo mesmo motivo. Nem sempre dá pra manter a pose hehehe Ele vai superar! Beijo
www.diasdesamuca.blogspot.com

NiNe disse...

Ahhhhhh!
tem horas que nao tem jeito né? Atire a pedra qual mamãe já nao perdeu a paciencia!
Eu perdi muitas vezes já... rsrs
Mas deus vai nós iluminando!

Obrigada pelos parabens!
Estou toda feliz!

E qdo vc vai entrar pro timao tbem?


bjoes grandesssssss

Naiara Krauspenhar disse...

aaaaaaahhhh, porque meldeos, porque tem que morder o cabo da escova??
aqui era igual, até que GG ganhou uma escova elétrica de presente... rs
o trenzinho abençoado...kkkkkkkkkk
apelar pro lobo? hein? quando?
não sei de nada...

Karen disse...

Ai, confesso que também já apelei um dia desses. Nem me lembro mais exatamente da situação, mas depois de explicar 359 mil vezes a mesma coisa soltei essa: Olha que eu vou chamar a Lorena, hein? (Lorena é uma babá que a minha filha odeia...).
Também me arrependi na hora, quando vi o beicinho começar a formar um choro incontrolável... Tadinha.

Karen
http://multiplicado-por-dois.blogspot.com/

Juliana disse...

Nossa! Adorei a história!!! Que bom!!!!!!!
A gente é convidada a olhar para as nossas respostas e jeitos de ser, todos os dias com eles, né? É uma delícia! Tem dia que a gente perde a paciência mesmo, quem não perde? O bom é que a gente pode olhar pra isso e rir, né?
Adoraria te ver no meu blog: www.blognossosfilhos.blogspot.com
Um beijo, Juliana

Keyla disse...

Hahahahaha.. desculpa, mas foi engraçado! Imagino a carinha dele e daí a sua! Meio que um opsssss.

Bom... mas pelo menos ele parou de comer a escova de dente?? hehehhehhe!

bjos

Shilola disse...

Caroooolllll....
Chorando e rindo do seu post... Imaginando a carinha do Isaac... e a sua, claro!
Bjocas e força na perucona!
Carol

Juliana Dalzoto disse...

Ah, Carol, se todas as derrapadas fosse assim...
Fique tranquila, amiga, quem nnca derrapou que atire a primeira pedra!
Às vezes eles nos tiram do sério mesmo e é preciso algo assim para chamar a atenção quando nada mais surtiu efeito.
E como disse a Anne ali acima, só quem sente na pele a canseira (e eu acrescento) e vive intensamente a maternidade é capaz de entender, então, bola pra frente e viva o Lobo Mau! Afinal, aquilo tudo SÓ aconteceria se ele comesse uma borrachinha da escova de dentes não é? Então!

Beijocas
Ju

Glauciana disse...

CHO-REI de rir. Muito bom!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails