terça-feira, 14 de junho de 2011

Considerações gerais e históricas sobre o tetê e eu


Não se iluda. Nós somos super diferentes...

E daí que essas fases loucas e necessárias de ser filho e de ser mãe, precebo eu, não atingem só esta cabeça louca aqui.
Pelos comentário, twittadas, facebookadas, senti uma grande onda solidária (e temerosa, porque não?) de queridas companheiras passando ou esperando essa fase.
Sei o motivo de eu ficar tão apavorada ou tão coração mole com a retirada de cena da mamadeira.
Putz vida difícil essa de criança!
Tira a fralda, tira a chupeta, tira a mamadeira, tira o berço. Tira tudo.
E aí?
Aí que eu me imagino sem entender muito bem o mundo e no meio dessa loucura - onde não se sabe direito se o melhor é chorar, arriscar novas palavras ou rir - vem aquele ser que você confia cada segundo da sua vida e começa a tirar.
Isso.
E não tira coisa boba não. Tira o objeto siliconento que te tranquiliza antes de dormir, tira objeto mais siliconento e plastiquento que você recorre nos momentos mais difíceis. Tira o conforto fraldístico e ao mesmo tempo te apresenta uma bacia cheia d'água, fria e barulhenta.
Que vida louca é esse começo pra eles, não?
Tá.
E eu derreto mesmo. E me entrego da maneira mais errada possível.
Só que não desisto.
E fico tentando entender toda essa fase, já que não me lembro como foi que eu passei por ela.
Não lembro? Peraí.
Tu-tu-tu-tu-tu-tu. Trimmmm. Trimmmm.

- Alô, mãe, conta aí pra mim como foi esse negócio de desfraldar comigo!

- Olha, Carolina, com nove meses você olhou bem pra mim e pediu "Tila a fóda".

- Sério? A senhora não teve nenhuma crise existencial, pediu ajuda aos universitários ou chorou ao telefone pra vozinha?

- Não.

Até senti um tanto de tédio na voz dela, mas continuei:

- E a mamadeira???? Como foi que a senhora conseguiu essa proeza?

- Mamadeira, minha filha? Que mamadeira?

- Hein?

- Você mamou nos meus peitos até os três anos e meio! Nunca usou mamadeira!

- Ô mama, lembro, mas nem um tetezinho? Só no peito mesmo?

- Nadica. E olha que eles ainda estão bem em forma...

Silêncio.
Me sentir órfã.
De informação e experiência própria.

26 comentários:

Ioly a dona do verdades... disse...

rs vc era uma criança precoce, e teve uma super mae, 3 anos de leitinho no peitinho não é para qualquer uma.
E o Isaac vai passar por todas essas mudanças sem problemas, vc verá.
bjk

Renata disse...

Que maezonaaa!
Agora, imagino seu conflito... provavelmente vou sofrer igual. Minha mãe tbm não compreende alguns dos meus conflitos de desprendimento gravidístico...
Será que antes era mais simples?
Será que hoje temos TOO MUCH INFORMATION?

Angi disse...

AMIGA!
AMEI TUA MÃE!
não vou mesmo dar mamadeira pro Antônio,senão vou ficar pior depois...rs
É verdade, é tira algo daqui, dali, como fica a cabeça dessas crianças??rs
BEIJOS FLOR

Nine disse...

Ai guria, que difícil isso, em?
E que precoce, menina!

Bom, com minha mãe o assunto é diferente...lá nos idos anos 80, com toda aquela cultura feminista em voga, minha mãe aderiu a todas as campanhas da época: não amamentar, tirar a fralda até os 2 anos, não dar colo que fica mimada...afe, então tb não tenho muita experiência familiar neste sentido.

Eu sempre digo para dar tempo ao tempo. Meu marido mamou até os 5 anos o seu tetê e isso não é vergonha nenhuma, nem ele é super dependente ou coisa do tipo.

Dê tempo ao Isaac. Siga seu instinto de mãe!

Beijos,
NIne

Mariana - viciados em colo disse...

imita a sua mãe, manda bento imitar vc e descomplica, mas você não está sozinha, não, pega na nossa mão que a gente te entende.
beijoca

A mãe dos Gêmeos disse...

Estou na mesma situação que vc, não consegui tirar a mamdeira ainda, e nem sei qdo vou tentar novamente pois eles não tomam o leite no copo de nenhuma forma!!!! Acho que vou esperar até os 20 quem sabe fica mais fácil!!! kkk
Bjos
Ana
http://amaedosgmeos.blogspot.com/

Mamãe pela 2ª vez disse...

Minha mãe não amamentou nem um dos 3 filhos não tinha leite diz ela. mamei na mamadeira até 1 ano, sai da fralda com dois e chupei chupeta até os seis, um dia ela decidiu jogar a chupeta e o paninho fora e pronto, lembro a té hoje, chorei duas noites e pronto.
Nossa porque será que somos mais derretidas do elas?
bjus

Mãe de Duas disse...

Ai, Carol, fico pensando que a gente é muito complicada. Quando eles são pititicos a gente insiste em dar mamadeira, chupeta, paninho... Pra depois de alguns anos falar que não pode, que tem que largar, que é feio!
Vai entender essas mães (que, by the way, somos nos mesmas).
Não ajudei, mas ó, tô pegando na tua mão e vamo que vamo. Uma hora dá certo!
Bjos
Pri

Luciana - Descobertas disse...

Carol, as respostas da sua mãe só confirmaram o que venho prestando atenção na nossa relação com nosso filhos!
A gente é que sofre mais do que eles!
A gente é que nomeia os sentimentos por eles!

Eles podem at´´e sentir o que aa gente acha que eles estão sentindo(sacou?) complexo né!! kkk Mas quem dá os nomes a esses sentimentos somos nós!

Então a gente devia relaxar mais sobre essas mudanças e ver como um processo de maturidade deles.

Apesar dessas minhas colocações quero que saiba que pode contar com a minha mão também!!

Beijos

Fabiana disse...

Menina, sabe que pensando assim, olhando pela perspectiva dos pequenos, não é fácil mesmo, né?
Aqui vamos pular algumas etapas, porque não pretendo dar mamadeira. Vai do peito para o copo direto. Chupeta também não vai ser problema, já que ele nunca foi muito fã e tem uns dois meses pelo menos que ele não vê a cara de uma e não sente falta. Mas do desmame (do peito) não vamos escapar. Quero que seja natural, mas não sei se vou aguentar.
Também vai ter o desfralde, mas nisto só vou pensar quando o inverno acabar...

E a sua mãe hein? Minha ídola! Te amamentou até os 3 anos? Uau!!! E a serenidade dela? Ela já tem fã clube? Onde faço a minha carteirinha?

Ah e o Gu mandou perguntar se você também já tem um, porque vamos combinar que pedir "tila a fóda" com 9 meses, é pra virar ídola da bebezada toda! :-)
Bjocas

Celi disse...

Carol,
Que demais a sua mãe.
O tempo era outro e as condições também... Assim acredito!
Mas tenho certeza que está fazendo o melhor para o pequeno Isaac. E olha só quantas mães apoiam você rs
Adoro seus posts!
Um beijo.

Fabi disse...

Um cu, né? Hahahaha... Ontem levei o João na pediatra e ela me deu bronca: tem que começar a tirar a fralda, não pode mais mamadeira de madrugada, não pode mais mamadeira pra dormir. tem que mamar e escovar o dente...
humpft

Micheli disse...

Oi, Carol.
Nossa, que ótimo poder ouvir isso da sua mãe! Valorize muito isso, Carol. Mesmo essas informações não ajudando no seu caso, rs. Esses detalhes da minha história não tenho quem me conte.
Só sei que a chupeta eu larguei com seis anos, quando eu decidi, já que antes disso ninguém tentou tirar. Como depois usei seis anos de aparelho, peguei trauma desse negócio e não quis que a Clara se apegasse com bicos, nem chupeta, nem mamadeira e tratei de tirar logo. rs.
Beijos.

Karin Petermann disse...

Caramba... que menina mais esperta você hein...

Eu fiquei imaginando sua cara de: E agora?... pelo menos eu faria!

Beijos

Karin
www.mamaeecia.com.br

Ana Cristina disse...

HAHAHA...
Vim comentar seu comentário no meu blog:
Quié isso, amiga?? PELAMORDEDEUS!!!
Acho que o quinto não aguento, não!!!

De qualquer forma, dizem que tudo o que sonhamos são avisos para nós mesmos, só que nossa mente "escolhe" um personagem para nos substituir.

Então, Carol, será que recebi um recadinho para vc?? hein??? Se for, vou ser a madrinha, hein!

Beijos

Ana Cristina

Coisas de mãe disse...

hahahahahah desculpe, eu ri.

Tinha visto o assunto do post hoje de manhã no Twitter. Abri a janela do post, toda preparada para descobrir a formula da felicidade, que eu seguiria como uma manual, atenta a cada detalhe, quando conseguisse reunir forçar apra tirar a chupeta e a mamadeira da Luiza.

Da li te post.

Eu ri.

muito bom.

beijos

Pati

Mamãe Aline disse...

Nossa sua mãe é ótima...
adorei o : "E olha que eles ainda estão bem em forma..."

Juliana disse...

As mudanças são mesmo terríveis e esta fase do "des" é a que eu considero pior. Com a Isabella, o desfralde foi praticamente todo feito na escola e o destete... Ah! esse ainda vai demorar muito, eu mamei até os 12 anos e não tenho problema nenhum, nem de dentição, nem fonoaudiologico, nem psicologico.

Mamma Mini disse...

Cá, solidária na causa! rs
e concordo, acho difícil pra eles, tudo ao mesmo tempo agora...principalmente neste momento 2 anos, acho que é por isso que é terrible twos! rs Acho também que na geração das nossas mães elas tentavam entender menos a gente, e usar menos psicologia, tanto que a gente andava sem cadeirinha, tomava tubaína, suco em forma de peixe da feira e dava tudo certo... Vaio dar tudo certo, e vamos aceitar o momento deles, o tempo deles, porque o desespero é todo nosso! rs beijo! sua mãe é o must

(Mamãe) ~Pinel disse...

Eu também nunca perdi a tetê nem bico, porque nunca usei! Fraldas, eram de pano. Então eu não passei por isso, né!

hehehhee

Espero passar por isso com a Lara da melhor maneira possível, sem traumas e piores consequencias!


Beijo!
Boa sorte com o Isaac!

Ligia disse...

Adorei seu blog. Acredita que minha mae diz as mesmas coisas!!!!
Quando puder visite meu cantinho. www.nanamamaenana.blogspot.com
Ja estou te seguindo viu! Um bjaoooo

Camila disse...

Carolzitcha!!! Jura mesmo??? Putz... mas, olha só, vc pode ter a sensação de que tá tirando um monte de coisa do Isaac, mas tenho ceretza que tá acrescentando muuuuuitas outras. Feeling de mãe para mãe!
Bjos,
Camila
www.mamaetaocupada.com.br

Sarah disse...

Demais sua mãe!! E também sinto que antes era tudo tããão mais simples... acho que a gente complicou demais de tanto que pesquisou/procurou/se informou...
Logo logo Isaac vai ser tão mocinho que vai dar saudade dos tempos de tetê e berço!
bjos!

Shilola disse...

HUahuhauahuahuahuahauhauahuhaha...
Carol... Como anssssssiiiiimmmm minha filha?!?!?!
Prometo que vou perguntar pra minha mãe e te conto, tá... Ow potno fora da curva essa moça! ;)
Bjocas,
Carol

Piruetando com Ceci e Lú disse...

Carol,
Não morra de inveja, mas aqui com as minhas foi tudo muito fácil e rápido: uma nem chupou chupeta, a outra antes de um ano perdeu na casa de minha mãe, dormiu sem, então resolvemos, eu e o pai, não dar mais e ela nem pediu, mamadeira no meio da noite nunca dei, desde os 4 meses, graças aos conselhos da pediatra,fazia assim: se chorasse acalentava 1º, se continuasse dava o peito, depois dos 6 meses ela aida dizia: 1º acalanto, 2º água, 3º e em último caso peito, mamadeira jamais. O desfralde diurno foi ótimo, pouco depois dos 2 anos e em um mês já pediam direitinho, não gostavam do troninho, mas adoravam a privada com o redutor com desenho de gatinhos. A mamadeira foi todo um processo de conversas, copos da Hello Kitty e tals, primeiro tentei com 1,5 anos, não rolou, não forcei, voltei a tentar com 2 e "bingo" deu certo. No desfralde da noite é que tô ainda tendo uns incidentes de "mãe, vem cá, vazei", rsrsrs. Agora fica uma dica: nunca encuquei de está tirando algo, pensava sempre que estava dando oportunidade de "no tempo delas" apresentar coisas novas, sem culpas ou neuroses, mas com firmeza e resistência a algum tipo de "manha" que porventura viesse atrapalhar.
Beijos e boa sorte

Lud Aquino disse...

Eu sempre me preocupei com as transições das fases do meu filhote... Mas td esta sendo bem suave... ele não dorme no berço acho q desde dos 7 meses, dormia na cama comigo e agora minha cama é encostada na dele, a fralda não tirei ainda... mas ele já pede para usar o banheiro igual a mamãe... e a chupeta foi complicada nos 2 primeiros dias... mas agora ta uma beleza... A dentista dele faloupara amarrar a chupeta em cantono quarto (longe dos brinquedos) e qdo ele quiser a chupeta vai ter q ficar no cantinho sem brincar, assim o Kenji não fica o dia todo grudado na "teteta",e ainda qdo não quer mais ela, ele fala: Fica aí, fica aí heim!... É uma maneira de não causar traumas neles!!!
Bjus boa sorte!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails