quarta-feira, 14 de julho de 2010

Revivendo momentos. Parte 8: O instinto e a mala da maternidade.


Nem sei por que é que nunca escrevi sobre esse dia.
Um dos capítulos mais “mãe” do meu pré-maternidade.
E outra, joga na cara de quem quiser acreditar quão poderoso é esse tal instinto.

...



Aconteceu sim, em agosto de 2008

Era um sábado, dia 23 de agosto, 34ª semana, folga na escala do trabalho. Dia típico pra louca barriguda sair voando pela cidade, bater perna no calçadão, visitar avó, amiga, shopping, etecéteras. Mas não, deu uma vontade de ficar em casa. Preguiiiiça...
Maridex foi pra pós-graduação, onde costumava ficar o dia todo e eu grudei no sofá, assisti toda a programação da TV, 3 filmes, comecei a ler dois novos livros, passei 24 vezes pela porta do quarto meio quase pronto do Isaac, alisei a barriga até perder a conta (engraçado, não deu fome), 890 xixis, ri sozinha dessa fase da vida, mas não me movi, fiquei lá, quieta.
Final da tarde ao ouvir o portão da garagem abrindo comecei a sentir uma coceira interna. Daquelas que não dá pra explicar.
Ver futuro papai parado na porta da sala deu o start na loucura-o quê-quem-quando-onde que me fez levantar do sofá num pulo.
A vontade de arrumar malinha da maternidade era tamanha que a sensação que eu tinha era que se não a fizesse naquele momento ia cair durinha ali, espumando pelos cantos da boca.
Hoje me imagino e dou risada, mas peguei listinha do hospital numa mão e com a outra fui abrindo gavetas e separando bodys, cueiros, macacões, meinhas, gorrinhos, mantinhas, saídas, fraldas, luvas, tudo.
Mala fechada e do lado, sobre a cômoda, ajustei cestinha com lembrancinhas (sim! Elas já estavam prontíssimas) e quadrinho da maternidade.
Terminada a função, passou. A tranqüilidade baixou de novo e pronto.
Durante a madrugada as levantadas pra mijadinha-corujão foram mais freqüentes. Achei estranho, mas levantei todas as 47 vezes sem reclamar.
Umas 4 da matina, comecei a ficar encanada. “Porra! Acabei de levantar do vaso e mijei na calça! Aí tem”.
Mas não doía nem saía aquela aguaceira que a gente vê nas novelas da Globo, então resolvi esperar. As 6 da manhã aconteceu de novo. “Vou acordar o folgado do médico”.

Saca o papo:

- Bom dia doutor! A essa hora só podia ser a sua paciente preferida.

- Está acontecendo alguma coisa, Carol? (com aquela voz de quem fala deitado, sabe?)

- Então, essa madrugada foi seguinte: muito xixi no vaso, dois na calça e quase um na cama.

- Fica tranqüila, você está no sétimo mês, a bexiga está bem comprimida, normal urinar com mais freqüência.

- COMO???????? EU TENHO QUE TRABALHAR AMANHÃ AS 6 DA MANHÃ!!!! COMO É QUE EU VOU APRESENTAR UM PROGRAMA DE DUAS HORAS? SENTADA NO PINICO??????

- Calma... (Santo homem!) Eu vou pro hospital passar visita as 9h, me encontre lá, a gente faz um exame e você passa a semana mais tranqüila.

- Ok. Até mais. Tchau.

- Tchau.

Desliguei o telefone
“Filho duma Puta! Vai me fazer ir até o hospital que é quase em Jaú só pra falar que vou ter que ir trabalhar de fralda geriátrica”...

Aí começa outra saga.
(A história é longa, viu, mas vale a pena...)
Acordar maridex, que tinha ficado a noite anterior assistindo um bendito jogo de vôlei com a seleção brasileira.

Saca o quase-monólogo

-Amooor... amooor...

-huuummmmmmm???

-Falei com o Dr. Marcos, nada demais, mas vou ter que ir fazer um examezinho já já, ok?

- Tá (sem nem abrir os olhos)

10 minutos depois

- Viiiida (já fazendo contato físico)

- hummmmmmmm....

- Fiz muito xixi essa noite e o Dr. Marcos vai dar uma olhada nas coisas aqui. Tenho que estar no hospital as 9h.

- Lá na fábrica?

- Hã?

Bom, esses papos de gente louca se repetiram por umas 4 vezes. Entre elas eu resolvi tomar banho, secar o cabelo e perder a paciência.

- Amor!!!! (no chacoalhão)

- hummmmm...

- Acorda! Vai! Só preciso te fazer uma pergunta!

- (assustou e abriu o olho) Fala.

- Quando o Isaac estiver nascendo você vai fazer esse doce? Porque se for me avisa que eu já vou combinar com um taxista ou com o vizinho!

Lógico que com grávida falando nada com nada não se discute, sem nem saber por que, maridex foi pro banho.
Enquanto isso me deu aquele siricotico de novo. Aquele da mala do Isaac... arrumei a minha mala, com calçola, sutiã de amamentação, pijama, chinelinho e tals.
Juntei a mala do filhote.
Chegamos no hospital e o médico veio todo feliz, com aquela cara de quem diz “mãe é tudo desesperada mesmo”.
Começou a examinar e me mandou tossir: COF e pronto. Chamou o Zé pra conversar. Pensei “Fudeu”. Bolsa Rota. Rompeu na parte de cima e eu estava perdendo líquido.

Depois disso, só saí do hospital com Isaac nos braços dois dias depois.

E vivemos felizes para sempre...

35 comentários:

Luíza Diener disse...

intuição é sempre intuição.
ainda bem que vc seguiu a sua bendita.

amei a história. tem mais?

Tathyana disse...

Ai que lindooo!!! Bateu um pouco de desespero agora. Estou com 33 semanas e ainda nem lavei as roupinhas dele. E nem comprei as minhas coisas de levar pra maternidade. Vou ligar pra minha mãe...socorroooooo.

Bjsss

Tchella disse...

aaaiiiii que lindo! God! qdo será q o meu pitoco vai qrer nascer? onde estarei? td vai estar pronto? e o quartinho dele? oh my Gee!

Ana - Viajar é tudibom! disse...

Oi Carol
Não sabia que o Isaac era tão apressado!!!!! hihi
e que ótimo que vc estava híper preparada e cheia de instintos que foram seguidos ao pé da letra!
Eu fui beeemmm adiantada em relação ao enxoval, tipo no 5º mês já tinha comprado tudo, mas os finalmentes, como lavar as roupinhas, montar o quarto e fazer o Chá foi bem nas últimas semanas e me arrependo bastante, até pq ele nasceu em fev, e pensa em pleno verãozão de janiero eu em cima de um ferro de passar roupa.
Aff foi uó amiga! o próximo eu me agilizo!
Falando em próximo, assim que novamente estivermos grávidas novamente e com todo esses "pitacos de mãezocas(como vc diz!)" vai ser tão mais fácil né? Eu acho, acredito e confio! heheh

Mil bjos
*ah, vc estava lindona de barrigão!*
SMACK
Ana.

Kah disse...

Intuição é fogo: se a gente segue às vezes a coisa não concretiza e passamos por loucas varridas, se não segue, a coisa acontece.
Eu sempre soube quando a Juh ia nascer, ninguém dava bola, só foram acreditar no dia, mas eu sempre soube.

Por que, meudeusdoceu, os homens a-do-ram esses monólogos? E eles resolvem executá-los SEMPRE nos piores momentos!

Beijos

Lane e Pedro Henrique disse...

Olá! Vim retibuir a visitinha! Adorei seu post e o jeito como vc escreve! Também estou te seguindo! Bjs!

Chris Ferreira disse...

Oi Carol,
que intuição, hein?
Imagina o maridex endo que arrumar a mala da maternidade? Bom, pelo menos ia dar um post comédia.
Eu ri bastante com esse aqui.
Que vivam felizes sempre e sempre.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Diário de uma grávida disse...

Caramba carol, me arrepiei aqui na parte final..
Nossa, intuição é tudo!!!
e porque cagas d'água o marido nunca acha que agente vai mesmo parir?? rsrs
Com minha mãe foi assim, ela falou: é hoje, e meu pai falou: que nada...como ele poderia saber ne?
rsrs
Esses homens..rsrs

Aqui em casa chega ao cúmulo de falar com meu marido (meio sonolento) e no dia seguinte ele nem lembrar o que falei. Já disse pra ele que é sonambulismo..ele vive dizendo que naõ, mas um dia vou gravar, ah se vou...
bjos

Sarah disse...

Caroool, que instinto hein!!
Engraçado que comigo também não senti dor, mas saiu sim uma aguaceira danada... Nem tive dúvidas que era bolsa rota, só desesperei porque tava de 36 semanas, com marido viajando... Isaac nasceu de 34 então?? Eita mocinho mais apressado que meu Bento! kkkk!
E detalhe: eu não tive essa intuição não, então fui pro hospital com a cara e a coragem - só com uma toalha para a aguaceira!! Depois é que me trouxeram minhas coisas e a malinha do Bento, kkkk!
Ah, adorei seu comment lá no blog. Concordo, realmente preciso me segurar pra não passar insegurança pro Bento... valeu o puxão de orelha, viu!!
beijo querida!

Nutrição & Cia disse...

É amiga mesmo nunca parindo na vida quando chega a nossa hora a gente sabe, já temos instintos maternos mesmo antes dos queridinhos chegarem. Eu super confio no meu e se desconfiar de alguma coisa é melhor acreditar. Bjs

Roberta disse...

Adoreeeei a história!!!
Mas confesso que agora me deu medo. Se minha filha resolver nascer agora em julho ferrou...
acho que tenho que correr!
Beijos

Paty Fortunato disse...

Ainda bem q vc seguiu seu instinto...q história hein? Vc contou com mta graça,curtir e rir mtooooo aqui rs...

Beijocas!

Mariana - viciados em colo disse...

Na minha primeira gravidez (há 5 anos), com seis meses estava TUUUUUDO pronto: inclusive as malas da maternidade. Nesta? No dia de parir, o berço ainda não tinha colchão. Rá!
Abraços

Mamma Mini disse...

Carol, muito engraçado... mas mãe é mãe desde sempre né? eu estava com a mala pronta desde 27 semanas e o baby blue eyes só chegou de quase 41 ou seja... cerveja....rs rs rs rs
menina, a Carol Garcia da Anhembi é sua homônima...jornalista também...rs que coisa né? rs rs rs , bom adoro relatos de parto... amo! um beijão....

Ser mãe é viver constantemente feliz! disse...

SHOW DE BOLA ADOREI TODA A HISTÓRIA, PRINCIPALMENTE QUANDO VC DIZ QUE SAIU COM ELE NOS BRAÇOS 2 DIAS DEPOIS......LINDOSSSSSSS...BJUS

Paloma, a mãe disse...

Que intuição forte, hein? A importância de estar preparada. Nossa, deve ter sido um susto! Mas com final mais que feliz, é claro.
Beijos

Coisas de mãe disse...

Que lindo! Fiqui emocionada no final. Até o fim, achei que você tava viajando!! Qual é a mãe que não acha (e deseja) que tenha chegado a hora, né?

Também perdi o liquido do PEdro, acho que já te contei isto né?

Agora, lendo tua historia, fico pensando: será que eu tava fazendo mais xixi e NEM PERCEBI???

hahah

beijos

Pati

http://coisasdemae.wordpress.com

Pati

Luma disse...

Ai Carol,

comigo foi meio parecido, só q eu num quis alarmar ninguem durante a madrugada então qndo consegui cochilar, isso as 7h me deu uma vontade enorme de fazer xixi, fui e num é q começou a sair uma coisinha branca c/ sangue junto...panico...avisa alguém, gritos e pronto mamãe veio socorrer...banho, taxi, café e pronto...ida ao hospital...e tcharam...Laurinha nasceu naquele msmo dia.


http://coisasdemaecoruja.blogspot.com/

Carol Passuello disse...

Carol, que loucura!!! Não adianta, a gente sempre sabe antes!!!
Bjs

Cris disse...

huauhhu adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii o depoimento Carolll...
que delicia... deve ser maravilhosa essa sensação da surpresa pq o baby vai nascer... o Conrado foi cesárea marcada então foi td programadinho...
mas eu adorei mesmo a historia....
vcs merecem toda a felicidade do mundo.... sempre...

Brijocas

http://cmeufilhominhavida.blogspot.com/

Juliana Dalzoto disse...

Que linda história, Carol!!!
Eu tava aqui lendo e pensando: "mas será que ela tava pressentindo?"
E não é que era mesmo???
Nossa!!! Demais mesmo!!!

tia Ara e tio Paulão disse...

Hahahahaha... Quando leio algum post seu é como se estivesse ouvindo vc falar... Dou altas risadas!!!
Esse lance de instinto materno existe mesmo! Acredita que minha mãe teve isso quando minha filhinha nasceu??? Pois é, ela estva prevista para o sábado e minha mãe chegou aqui em Anápolis (ela mora em Orlândia) na quarta-feira dizendo que ela nasceria na quinta-feira... Resultado?!?! A bolsa rompeu na madrugada de quinta e Helena nasceu as 11h 55 min... Mãe é mãe, né?

Luma Rosa disse...

Carol, Carol!! Dava para você escrever um livro contando os acontecimentos da sua gestação/maternidade! Você é boa nisso!! :=))) Beijus,

JP disse...

Como vc não contou isso antes??!! Que BSURDO! Pô, estou cada vez mais apaixonada pelo Isaac, não sei o que faço com essa paixão platônica. O sujeito já nasceu surpreendendo! Obrigada por compartilhar este capítulo tão importante! Bjão para o meu sobrinho agregado fofo. Tia Jê.

Carol Garcia disse...

Bom, hoje então divido os agradecimentos em duas partes:
Meninas quase parindo...
Milhão de desculpas! Não se assutem! Os filhos tem mesmo vontade própria e o de vcs não vai apressar, ok? se acontecer vai dar tudo certo, assim como foi comigo.
Cibertias e Cibermãezocas de plantão...
Chorei ao ler esses comentários, queria que eles não acabassem nunca.
A vida é sim feita dessas coisas que nem Paulo Coelho explica, portanto vivam e escutem sempre aquele sricotico que há em vcs!
bjo bjo bjo bjo bjo

Patricia disse...

Carol, tenho me emocionado muito com os seus últimos posts. Delícia de ler!

beijos

Renata disse...

Nossaaaaaaaaaaaaaaaaa, isso que eu chamo de intuição. E morri de rir com o "ritual" pra acordar o marido...rsrsrs!
beijos

Joaninha Bacana disse...

Oi Carol,
obrigada pela visita ao meu bloguito :-) Que dicas você precisa? Tem um site que eu uso sempre para pesquisar hoteis na Alemanha:
http://www.hrs.de/web3/
Quanto mais cedo voce reservar, mais chance de conseguir um bom preco. Se der para ser flexivel com as datas, cuida com o período de feiras (o preco dos hoteis aumenta muito!).
Um que eu gosto em Düsseldorf e que eh pratico com criancas (os quartos tem uma pequena cozinha) eh o http://www.villaviktoria.com/
Qualquer coisa, manda um email para o joaninha.bacana@googlemail.com que respondo :-)
Beijos, e boa diversao com os preparativos para a viagem (eu adoro essa fase :-) ),
Angie

Dani disse...

Nooooooooooooooo.
Gente, que coisa! Fiquei meio que sem palavras... como pode isso, né? Emocionante, mesmo, essa história. Que bom que você contou!
Momentinho-confissão: acho que nunca serei capaz de ter estes instintos / intuições... mas faz parte, né? Rs...
Beijão.
Dani- mae perua

Keyla disse...

Caramba, isso que é intuição forte! Adorei o texto, deu para ver a cena de vc enlouquecida, com uma listinha na mão, colocando tudo dentro da mala... hahaha! Conta mais, conta mais!

bjos

Carol disse...

Olá minha xará! AMEI o texto! Amei a forma que vc escreve. Tudo de bom!
E tem que seguir intuição mesmo.. senao...

Beijinhos.

Ioly a dona do verdades... disse...

Instinto, premonição... Gente , você arrumou as sacolas mamãe e nenê exatamente no dia... certo!!!
Acho que marido não dá conta dessa montagem básica, por mais parceiro que seja.
As minhas malinhas-maternidade ficaram arrumadas por meses esperando a Yasmin... rs
Adorei o post e seu pressentimento!
bjus e bfds

Betinha disse...

Ahahahaha! Adorei! Eh de historias assim que a gente precisa quando estah quase na reta final: bem contadas e cheias de humor!

http://betinhazinha.com

Pequenos Mimos disse...

Você é de Bauru??Minha família e a do meu marido moram aí.
Você teve bolsa rota também???

beijinhos

Ely Regina disse...

Conheci seu blog pelo blog da "Diirce ainda se fazem mae como antigamente"... Bem comigo foi bem parecido . As minhas 2 primeira gravidez tive dilataçao mas os proprios bebes que estouraram a bolsa ao nascer, ela nao se estourou sozinha ... Ja a minha 3 , acordei de manha fui ao banheiro fiz o xixi basico ja c/ 38 semanas, voltei p/ cama e deu vontade denovo. Fui de novo e a vontade nao passava , terminei e ao chegar no quarto gritei p/ marido "To vazando", mas nem imaginei que fosse a bolsa que estivese estourado, pensei que tivesse perdido o controle mesmo ... Ao chegar no hospital , a mesma coisa que aconteceu c/ vc , a bolsa estava estourada encima e eu ja estava c/ 5 dedos de dilataçao e nenhuma dor ...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails