terça-feira, 13 de novembro de 2012

Sessão Corujão

Cinco noites.
Cinco noites seguidas.
Cinco noites em que um menininho dá a volta na cama e vem me chamar.
Os motivos são os mais variados: sede, medo, dor de ouvido, saudade.
Ele vem, se encosta, mia na minha orelha e ganha espaço.
E sempre às 3 da manhã.
E sempre eu fico sem dormir até às 5, horário que o despertador grita não toca.
Cinco noites.
E eu nem me arrisco a fazer as contas das horas perdidas.
Não sou louca. Nem gosto de sofrer.
Mas cinco já me parece um número grande demais.
Retomemos então um outro tipo de desmame.
O do meu travesseiro.
Essa noite empresto o meu pra ele e vejo se resolve.
Mas peraí!
Papai tá indo viajar hoje?
Dias fora?
Esquece tudo.
Mamãe e filhote panda dormirão abraçadinhos.
E se os cães quiserem também serão bem vindos.
Passou o cansaço.
Aha Uhu! A cama agora é nossa.
E daqui uns dias eu retomo esse desmame.
Pra quê a pressa né?

...


Um comentário:

Francine Barrionuevo disse...

Eu sempre deixo o Felipe dormir comigo quando o pai não está...tão ruim dormir sozinha...Em casa também já teve fase do pequeno acordar no meio da madrugada e ir bater lá no meu quarto, demorou a passar qu e fiquei com medo de não passar mais, mas passou. Ultimamente nem tem pedido mais para ir pra minha cama, acho que agora sou eu que vou pedir pra ele ir...rsrsrs

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails